Minha foto
Sou Anete. Amo A Vida Abundante e gosto muito de falar Dela! Gosto de poesias, poemas, reflexões e livros... "O AMOR DE DEUS É TERNO E ETERNO!" (JOÃO 10.10)!

Seguidores

quinta-feira, 28 de fevereiro de 2013

Era Uma Vez...











     Começando o dia contando um conto. Dizem que quem conta um conto aumenta um ponto!



     ...MAS, ERA UMA VEZ uma menininha chamada Viviane que gostava muito de libélulas, borboletas e grilinhos...


     De manhã cedo acordava e logo se juntava aos seus amiguinhos para caçar bichinhos...


    Às vezes, apostavam pra ver quem pegava mais! Bela aposta... Era divertido para todos e quanta alegria havia no ar e nos corações! No final da brincadeira soltavam todos eles e era gostoso vê-los voando e saltitando livres novamente...


     Moravam num bairro bastante tranquilo e arborizado, Jardim do Paraíso, e ali podiam sonhar, brincar e aproveitar de tantas maneiras a boa infância. Voavam com seus insetos, pipas e sensações...


     Um dia, porém, os pais da Viviane decidiram mudar de casa para um bairro mais nobre, um tal lugar chamado Asfalto Real (Rsss...)!


     Viviane chorou à beça, o impacto foi grande na despedida brusca! Tantos divertimentos ficaram para trás, além de separar-se dos seus queridos amigos... Adeus fantasias e alegrias dos tempos inocentes!


     Viviane entrou na adolescência e depois foi crescendo mais e mais, mas nunca esqueceu dos bons tempos das libélulas, borboletas e grilinhos! Ah! Apegou-se à leitura e deu margem, muita margem à imaginação e às realidades do Mundo Admirável e Maravilhoso do Criador do Universo!



Anete ( Este conto/história tem muito a ver com o que vivi na pele/coração.Rsss!)












...........................................................................





GENTE, O MEU NETINHO JÁ ESTÁ SE INTERESSANDO POR LIVROS!!!


    

20 comentários:

  1. Que amor de história e teve um final feliz.

    Lindo teu netinho olhando o livro. Isso faz bem!! beijos,chica

    ResponderExcluir
  2. Oi Anete...Gostei muito do teu conto e de me ver nele! Este conto é idêntico a minha história de vida, a mudança da cidadezinha mineira para a cidade grande, onde tantas coisas que eu amava ficaram para trás!
    O seu netinho está uma gracinha!
    Beijos
    Mariangela

    ResponderExcluir
  3. Adorei ler a história dessa menininha...
    E o netinho já seguindo os passos da avó...a paixão pelos livros começa assim!
    Tenha uma ótima tarde amiga!
    bjus!

    ResponderExcluir
  4. Até se parece comigo essa história....Ane como você sabe estou me mudando.....Aqui já conheço todos os passáros pelo seu canto....Mas sei que vou começar uma nova página na minha vida...
    Ane o Kyan esta muito fofo tenho acompanhado as fotos que a Mildred coloca no faceboc...
    Tenha uma linda tarde...
    Bjos....

    ResponderExcluir
  5. Que gracinha Kyan lendo o livro!!!
    Fofo da titia!!! Da vovó.... etc, etc...
    Érika

    ResponderExcluir
  6. Anette,

    Suas belas palavras me fizeram lembrar de muitas coisas...
    Vivi a minha infância na área central, rodeada de enormes prédios, mas quando meu pai construiu nossa casa em um bairro repleto de verde, deu para curtir um pouco a natureza, as borboletas e os pássaros.
    Hoje moro na mesma região que ainda continua com muito verde, graças a Deus!
    Embora tenha perdido o lindo cafezal e uma enorme plantação de eucaliptos que faziam parte da chácara, hoje, transformada em um condomínio de alto padrão.
    Só que parte desta chácara foi doada à prefeitura que, sabiamente, transformou-a em um lindo parque!
    Inclusive já registrei várias fotos do parque no meu espaço. Enfim, falando em libélula, meu marido que é um excelente fotógrafo amador, costuma registrar imagens do parque que incluem: as aves, as flores, as borboletas e uma linda libélula que o pessoal do parque apelidou de "Luli".
    Amanhã postarei algumas fotos que ele clicou e dedicarei a imagem da "Luli" para você e todas as amigas que amavam tudo isso na sua infância.
    O seu netinho é lindo! Não sei não, mas quando eu tiver um, acredito que será parecido com ele, viu? Rsrsrs
    Ah, o que lhe ensinarei?
    O gosto pela leitura, o amor pelos animais e a educação para com as pessoas.
    Acho que é a melhor herança que os avós podem oferecer aos netos, não é verdade?
    E aí? Vamos despertar a "Viviane" de dentro de nós?

    Bjksss

    ResponderExcluir
  7. Que lindo o netinho, eu dava para meus filhos livros de pano sempre, era uma babaceira, mas era lindo ver os mesmos olhinhos vendo as imagens igual ao do seu netinho.Abraços

    ResponderExcluir
  8. OI ANETE!
    CONFORME LIA TEU CONTO/HISTÓRIA, TIVE A INTUIÇÃO QUE TINHA À VER CONTIGO, PELA DOÇURA DO MESMO.
    TEU NETINHO ESTÁ LINDO E GRANDÃO QUE ME SURPREENDI.
    ABRÇS AMIGA
    http://zilanicelia.blogspot.com.br/ClickAQUI

    ResponderExcluir
  9. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sentirei falta do Mundo Colorido!!! Um blog que me inspirou a pertencer a blogosfera...
      Um ano de convivência e carinho... Sei que a falta de tempo contribuiu p redução de posts e agora o ADEUS SAUDOSO!

      O MEU ABRAÇO MUITO GRATO E AMIGO!...

      Excluir
  10. Ei Anete
    Um belo conto com um final muito feliz.
    Fofura seu netinho com o livro nas mãos e bastante interessado.
    Beijo e obrigada pelo carinho sempre.

    ResponderExcluir
  11. Linda e pequenina historia, e o seu netinho cada vez
    mais lindo que Deus o continue abençoando mais e mais
    bjss tenha um dia maravilhoso.

    ResponderExcluir
  12. Ola querida, amo historias, obrigada por contar essa tao bonita. Teu netinho é um fofo, achei lindo ele ali sentadinho lendo o livro, que menino inteligente! Vovó super coruja nao? ;) Merece!! Beijossss

    ResponderExcluir
  13. Que graça o seu netinho, Anete;)
    Beijos e bom final de semana!

    ResponderExcluir
  14. Conheço bem, esse tipo de infância. Quantos vaga-lumes, em caixinha...bateu a saudade! Gostaríamos tanto, que nossos netos as tivessem assim! Mas, na leitura, a imaginação cria asas...
    Que felicidade, ver um neto já se interessando por livros. Livros "neles"!
    Gostei daqui e vou voltar.
    Um abraço.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, querida, pelo seu comentário!
      Volte sempre... Pensei que tinha blog, por isso estou respondendo por aqui...

      Muita paz! Abraços

      Excluir
  15. Paz Anete!
    Ando tão cansada que nem tenho ânimo pra visitar os blogs das amigas.rsrsr
    Mas vim rapidinho dar uma olhada no teu blog pra matar a saudade.Nossa,como teu neto cresceu!
    Esse conto me fez lembrar do meu filho,que não gostou de vir morar no centro,longe dos amigos e da rua sem asfalto.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  16. Me encontrei nesse conto... minha infancia foi assim: Cheia de coisas belas, cercada pela natureza...
    Seu neto está lindooooo.....
    Beijos e um ótimo final de semana!!!

    ResponderExcluir
  17. VIVA Ane!
    VIVA Kyan!

    Então,voar nas lindas e suaves asas da libélula é como despertar o interesse pela adorável viagem da leitura,vó leitora,mestra e coruja!

    Abraços.

    ResponderExcluir
  18. Glória a Deus que hoje pude "encontrar" um tempinho para visitar seu blog... estava com saudade das mensagens lindas, profundas e que refletem a beleza que Deus colocou no coração de mulheres virtuosas como você!! Realmente seu neto é lindoooooooooooooooooo.

    Não vejo a hora da minha Maluzinha nascer também....

    A propósito, como estive doente semana passada, aproveitei e desfrutei do livro A derrota de Penina... devorei-o literalmente....realmente uma bênção: um misto de romance, fé e a palavra de Deus de uma maneira singular. Louvado seja o Senhor que é o maior de todos os estrategistas!!
    bjin no seu coração
    Te amo em Cristo Jesus

    ResponderExcluir